06.11.2012 - 11:43
Governo do Estado fortalece participação da sociedade civil no enfrentamento aos efeitos provocados pela estiagem prolongada
Por Oscar Lobo - Responsável Jô Lima / Assessoria de Imprensa
Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos injeta R$ 960 mil em instituições socioassistenciais para, em um trabalho conjunto, realizar mudanças significativas na vida das pessoas que sofrem por conta da falta de chuvas
O governo de Pernambuco trabalha para minimizar os efeitos da estiagem prolongada que atinge mais de 120 municípios do Agreste e Sertão do Estado. Por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, que faz parte do Comitê Integrado de Combate à Estiagem, 48 instituições não-governamentais vão receber  R$ 20 mil para desenvolver ações em prol da população afetada pela falta de chuvas. A expectativa é que este montante seja repassado as entidades até o final de dezembro. Essas instituições foram classificadas na “rodada extra” do Programa Todos com a Nota – Módulo Solidário. 

Para tanto, nesta quarta-feira (07), a equipe técnica do TCN – Solidário e os representantes dessas instituições socioassistenciais do Agreste e Sertão estarão reunidas das 08h às 17h, no auditório da Secretaria de Defesa Social, em Santo Amaro, no Recife. O objetivo do encontro é esclarecer quais documentações são necessárias para a celebração do convênio entre as partes e dar orientações diversas acerca da elaboração do Plano de Trabalho (documento obrigatório que demonstra como o recurso estadual será aplicado). 

As entidades beneficiadas se inscreveram na “rodada extra” do programa durante os meses de julho e agosto e, por conta das notas fiscais recolhidas, se classificaram para as próximas etapas. A partir de agora, a equipe do TCN – Solidário já passa a receber as documentações necessárias das instituições, em seguida, os planos de trabalho para, enfim, celebrar os convênios. Como as entidades socioassistencias estão nos municípios que decretaram situação de emergência em função da estiagem, os trâmites burocráticos estão mais rápidos. 

Regiões Contempladas

Ao todo, o governo de Pernambuco injeta R$ 960 mil em instituições da sociedade civil para, em um trabalho conjunto, realizar mudanças significativas na vida das pessoas que sofrem por cota da falta de chuvas. Essas entidades estão localizadas no Agreste Central (Agrestina, Alagoinha, Altinho, Caruaru, Cupira e Pesqueira); Agreste Setentrional (Santa Cruz do Capibaribe e Vertente) e Agreste Meridional (Garanhuns); além do Sertão do Moxotó (Arcoverde); Sertão do Pajeú (Itapetim, Solidão, Serra Talhada e Triunfo); Sertão Central (Sangueiro); Sertão do Araripe (Araripina) e Sertão do São Francisco (Petrolina).
Voltar